terça-feira, 30 de maio de 2017

Coisas mil

Meu coração tem um sentimento gigante, maior que meu próprio eu, consome pensamentos, tira fome, exalta desejos e eu nem sei mais.
Prefiro não saber mais, nem perguntar mais, nem saber respostas. 
Tenho descoberto que não há graça viver sabendo de todas as coisas, se soubéssemos de tudo nada seria como está sendo, nao descobriríamos o prazer do certo de não tivéssemos visto o errado.
A vontade é de gritar, gritar muito, gritar mesmo. 
Mas não posso, o sentimento é so meu e sentirei ele até o final com todo direito que tenho em sorrir, chorar, xingar.. com todo direito de tudo que possuo. 
É doloroso, muito, a vida é complicada, complicamos ainda mais colocando impossibilidade onde um simples não já resolve. Mas a vida é complicada e pronto. 
O mundo não gira ao nosso redor, mas temos autonomia suficiente de girar em torno do mundo, do nosso mundo! 
São tantos transtornos obsessivos dentro de nossa cabeça que acabamos não enxergando o mais importante que é a simplicidade das coisas. Tenta olhar a vida pelo lado mais simples pra ver se num é legal. 

Não, não sou imatura e nem quero fugir da realidade, só quero dizer que a realidade é tão massacrante em todos os sentidos que se não vivermos para nós, os problemas irão nos enlouquecer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário