quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Senti na pele a Intolerância Religiosa

Em pleno século 21 onde se existem várias tribos diferentes, pensamentos diferentes, leis e pessoas diferentes, umas altas, outras com o cabelo curto, outras com cor de pele diferente, um século onde tem lutado todos os dias por respeito às diferenças eu, Nana,  senti na pele o que só tinha ouvido e visto falar, e que me indignava sem ao menos sentir, imagine agora, passei por uma situação muito constrangedora, intolerância religiosa machuca, rasga o peito, dói e a vontade que deu foi de cortar em pedacinhos os neurônios daquelas mulheres.
A caminho da faculdade, a pé, como faço todos os dias, vejo 4 senhoras na minha frente, até que tentei ultrapassar, pois estavam tomando toda a calçada, enfim, ultrapassei e ouvi uma delas falar: olha pra isso, a outra questionou o que ? Ela respondeu: um prato no pé da planta com acarajé e um monte de coisa, imediatamente a outra respondeu: DEUS É MAIS, tá repreendido.
Minha reação foi somente olhar pra trás e dizer: como é difícil viver assim!
Uma dela respondeu: verdade!!!
Eu logo em seguida retruquei alto e bom tom: COMO É DIFÍCIL VIVER COM A INTOLERÂNCIA RELIGIOSA!
Eu tremi, eu chorei de muita raiva e por ironia do destino, era uma terça feira, um homem alto, negro, e com muito afeto falou: Não fica assim, elas não sabem o que dizem.
Ele estava todo de branco e me transmitiu paz até a faculdade.
Eu me acalmei e as palavras que ele me disse não irão sair da minha mente.
Não sou contra a opinião e nem religião, nem gosto nem nada. Sou a favor do respeito ao próximo.
Parem de se machucar!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário