sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Vamos pra frente que atras eu já vivi

Depois de uns dias estudando e tendo privas de espiritismo, venho percebendo e acreditando que a reencarnação existe e que tenho muito mais a descobri sobre meu eu.
Quero me desprender do meu corpo em pz. Sem pressões, sem magoas, acho que é por isso perdou e volto a ser feliz tão rápido.
As vezes me pego tendo crises inexplicaveis do nada sinto dores no peito, sentimentos de culpa e não vem nada em mente. Talvez seja sentimentos passados não resolvidos, ou sentimentos que estão sendo vividos agora para ser resolvidos ou não e assim amadurecer a alma de um espirito, o meu, no caso.
Me desespero as vezes por imaginar que deveria ter nascido em outra época, outra ocasião.
Queria poder controlar os meus traumas que não sei se são dessa vida ou se são de outras.
Nessas horas, com minha imatura e inocente vontade de resolver os problemas, procuro os mais próximos, algumas vezes ajudam, acalentam o coração, mas com o passar do tempo esse sentimento precisa de nós mesmos, do nosso espirito para que resolva tudo. E além disso, outras pessoas precisam viver as suas vidas delas e não podem carregar outros problemas, a não ser que a missão da pessoa seja a de te ajudar sempre.
Hoje quero escolher viver bem, sem tentar resolver as cousas, já vivia assim, mas tive uma recaída e acabei me enchendi de mais complicações.
É verão, Sol quente em Salvador e tem ar de felicidade, quero deixar meu espirito leve para desencarnar rápido e viver bem em outra vida. Sinto vergonha hoje em ter pedido ajuda, não gosto de errar e sinto que exteapolei.

Um comentário:

  1. A medida que lia veio a mente que nossos problemas de outra vida só são resolvidos quando encontramos pessoas relativas a eles na vida que estamos, já existem problemas que não resolvemos sozinhos.
    Vergonha nenhuma pedir ajuda e o espirito está feliz em qualquer estação desde que estejamos bem.

    ResponderExcluir