domingo, 15 de setembro de 2013

(..)

Dói! É uma sensação de coração inchado, uma sensação de erro, mesmo sabendo que não está errado.
Falta de ar, um cuidado nas palavras, glândulas da garganta um pouco mais espessas, talvez por um sintoma de breve stresse.
Amadurecimento: tão bom, tão complexo, um sentimento de aprendiz.
Como nossas atitudes contam uma convivência né? Como tudo que falamos ou fazemos pode um dia destruir ou continuar construindo uma relação.
Até que ponto estou certo ou errado?? Nesse caso existe certo ou errado?
Não direi medo! Digo apreensão, receio do que possa vir, das respostas.. enfim, o receio existe, mas não impede os acontecimentos.
Penso com meus palitos e unhas vermelhas que as reações virão com o tempo, com o tempo do que seja necessário viver pra perceber tudo. Não sei se esperar seja a palavra, pois, soa como não querer fazer nada para que mude a situação, prefiro usar o termo paciência, afinal não há mais crianças nessas situações, nem sábios pra ter respostas imediatas, Sábios não, Robos..
Sinceramente não sei o que estou sentindo, é uma sensação estranha, já vivida antes em outros momentos.
O que amedronta é o ato da mudança acontecer e tudo acabar só restando o aprendizado sem desfrutar do resultado e também tem o fato da sensação de sempre fazer errado.. inseguranças. ixi que confuso.


PS: rsrs Engraçado que eu falo em aprendiz o tempo todo, não sei se é bom, tem me trazido informações maravilhosas.. enfim.

Um comentário: