domingo, 27 de maio de 2012

O monstro que lidamos

Parece dor, parece sorte, parece bom caráter, parece tudo.
É sensação de ser tudo que tanto nos privamos de ser.
É amar e achar que o sentimento é fingimento,
É odiar e achar que tudo é tão normal.
Tudo tão transparente, tudo tão louco, que a cada segundo que passa parece que meu coração se enche de amargura de um um pessoa que tenho em mim e desconheço.
Tenho um monstro em mim, tenho um ser que eu alimento e tenho nojo de vive-lo.
É vontade de sumir, é ciume sem explicação, é vontade e ódio ao mesmo tempo.
Minha cabeça pensa mil coisas e me faz ser a pior pessoa pra mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário