segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Frustrada

O dias passam
As horas passam
E eu só sei que o vazio é meu completo chão.
Cada sentimento louco, cada dor inexplicada, cada ação que é insegura.

Eu quero uma respiração leve,
uma vida minha,
um dia que tenha meu sorriso
E uma lágrima que me traga a felicidade verdadeira.

Mas não tenho,
Não tem nada, não há nada,
O que tenho é meu quarto vazio cheio de loucuras que me atormentam a cada segundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário