sábado, 26 de novembro de 2011

Nem sempre está perto é poder tocar.

Me sinto um estranho
Um alguém que não sei
Uma pessoa que não pode, tem limites.
Como querer você?
Como poder te tocar? estás tão perto
A distância existe
e nos atrapalha, quer dizer, me atrapalha.
Quem quer sou eu
Quem pede sou eu
E o impasse é o seu querer por mim, que não existe.

Um comentário: