quinta-feira, 17 de março de 2011

O medo que se faz privar!

Pureza de sentir
Clareza de ver
Sentimento de curar
Correr atrás do desconhecido
Perceber e se iludir com a desilusão
Queria o poder do não e entregá-lo a pedra idiota!
Não, não sei o que sinto, nem sei o que são palavras, só boto pra fora essas contradições que nunca se entende, mas eu conheço e separo-as muito bem!

se entenderem me expliquem

2 comentários:

  1. Olá! Aproveito a visita ao seu blog para divulgar o www.mastigandoemsalvador.blogspot.com
    Um blog onde você encontra resenhas sobre aventuras gastronômicas e também pode interagir publicando as suas! Em breve com sorteios exclusivos para os seguidores soteropolitanos! abçs

    ResponderExcluir
  2. kkk . eu entendii por que eu soou essa confusãão ai ... Você me ofendeu dizendo " se entenderem me explique " quer dizer que só eu sou contraditória, achei que tinha encontrado alguem igual a mim .. você ! rsrsrs Adorei essa poesia poema sei la .. Beijos Nana te adooroo *--*

    ResponderExcluir