sábado, 20 de novembro de 2010

Esse desejo dominante, me consome. Eu te quero e não tem jeito!

O vento perfuma
minha sensação
Deixa o rastro
de um polen
Pólen que amarga
o jeito de está sem você


Sem você estou vivendo
Pois a tristeza adora
Machucar os corações.


Não vou me afogar
Nas minhas lágrimas.
Quero ter o prazer
de conservar minha íris
Só pra te ver linda
Clareando meus segundos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário